Buscar

Quando o amor é maior que a DECEPÇÃO



Você já precisou lidar com a decepção? Decepção é aquele sentimento de tristeza, de frustração, de desapontamento.


“Podemos considerar que houve uma decepção quando há uma diferença entre aquilo que esperávamos e aquilo que realmente aconteceu, seja algo que envolve outras pessoas ou somente nós mesmos.” Psicóloga Thaiana F. Brotto

A decepção acontece quando esperávamos algo diferente de alguém, de uma circunstância ou de nós mesmos. O que gera frustração e o desapontamento.


Quantas vezes ao longo da nossa vida isso aconteceu?! Acontece conosco e quantas vezes nós também decepcionamos as pessoas. Quem sabe lembramos mais facilmente das vezes que fomos decepcionados. Mas a questão é que também decepcionamos.


Decepção é algo normal em nossa vida, acontece! Afinal, somos pecadores, imperfeitos.


Erramos e as pessoas erram conosco. A grande questão é como lidamos com a decepção?


Para entender como lidar com a decepção, queremos ver um texto que nos mostra como Deus mesmo lida. Afinal, Deus é nosso referencial!


Antes de lermos o texto que está em 2 Samuel 12, quero familiarizar vocês com o contexto.


Davi, Rei de Israel, que tinha tudo, inclusive muitas mulheres – tanto as herdadas de seu antecessor Saul, quanto suas mulheres – e ele, como rei em seus acordos por território ou paz, casava-se com mais de uma. Um belo dia enxerga de seu palácio uma mulher muito bonita, tomando banho. Pergunta quem ela era, e havia sido avisado que era uma mulher casada com Urias, um soldado seu, que estava lutando em guerra. Mesmo assim manda buscá-la e tem relações com ela. Ela volta para casa e depois descobre que está grávida. Para tapar seu pecado, seu erro, Davi chama Urias da batalha para casa, na tentativa de que Urias fosse para casa, tivesse relações com sua esposa e achasse que o filho seria seu. O problema que Urias vem para a cidade, mas fica no lugar destinado para os soldados, não vai para casa. E volta para a batalha. O que fazer?


Davi então dá ordens para Joabe, comandante do exército, para que Urias fosse colocado bem na frente de batalha para que morresse. E o que de fato aconteceu. E assim Davi trouxe a viúva para morar em seu palácio.


Diante desse cenário o texto que vamos ler mostra o profeta Natã, enviado por Deus, numa conversa com Davi, o rei. 2 Samuel 12:1 a 9.


E o Senhor enviou a Davi o profeta Natã. Ao chegar, ele disse a Davi:

"Dois homens viviam numa cidade, um era rico e o outro, pobre. O rico possuía muitas ovelhas e bois,
mas o pobre nada tinha, senão uma cordeirinha que havia comprado. Ele a criou, e ela cresceu com ele e com seus filhos. Ela comia junto dele, bebia do seu copo e até dormia em seus braços. Era como uma filha para ele. "Certo dia, um viajante chegou à casa do rico, e este não quis pegar uma de suas próprias ovelhas ou do seus bois para preparar-lhe uma refeição. Em vez disso, preparou para o visitante a cordeira que pertencia ao pobre". Então, Davi encheu-se de ira contra o homem e disse a Natã: "Juro pelo nome do Senhor que o homem que fez isso merece a morte! Deverá pagar quatro vezes o preço da cordeira, porquanto agiu sem misericórdia". Então Natã disse a Davi: "Você é esse homem. Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: ‘Eu o ungi rei de Israel, e livrei-o das mãos de Saul. Dei-lhe a casa e as mulheres do seu senhor. Dei-lhe a nação de Israel e Judá. E, se tudo isso não fosse suficiente, eu lhe teria dado mais ainda. Por que você desprezou a palavra do Senhor, fazendo o que ele reprova? Você matou Urias, o hitita, com a espada dos amonitas e ficou com a mulher dele."

Aqui temos um diálogo que mostra claramente a decepção de Deus com a atitude de Davi, tanto pelo adultério como de todo o esquema que ele fez para encobrir esse pecado, o que culminou na morte de Urias.


E como Deus lida com a decepção? Queremos entender para que possamos também lidar com nossas decepções.


Deus é Deus, poderia ter matado Davi, destronado. Poderia ter banido de Israel. Poderia ter ferido ou feito o que quisesse. Mas não o fez:


Deus envia Natã, um profeta, um porta voz seu. E por meio de Natã Deus:

Mostra didaticamente o erro – Natã não grita, não faz greve de silêncio, não age de forma violenta, nem fisicamente e nem verbalmente. Mas conta uma história a Davi que o fizesse pensar no mal que outra pessoa havia feito. Interessante: Normalmente quando ouvimos sobre um erro dos outros, somos mais rápidos, duros e até mais imparciais para julgar. Tanto é que Davi diz que o homem merecia a morte! Mas quando somos nós que julgamos nossos próprios erros somos mais misericordiosos, já pensamos em algumas desculpas para validar nosso comportamento. Mas Natã mostrou a Davi, por meio da história, de que ele era o culpado. Justo culpado. “Você é este homem”.


Deixa claro a decepção:


“Eu o ungi rei de Israel, e livrei-o das mãos de Saul. Dei-lhe a casa e as mulheres do seu senhor. Dei-lhe a nação de Israel e Judá. E, se tudo isso não fosse suficiente, eu lhe teria dado mais ainda. Por que você desprezou a palavra do Senhor, fazendo o que ele reprova?”

Por meio de Natã, Deus deixa claro que não esperava tal comportamento de Davi. Deus não falou entre linhas, não pensou que Davi pudesse adivinhar. Mas deixa claro o tamanho da sua decepção. Não só decepção, mas de como Deus agia com generosidade com Davi e ele nem pensou nisso. Pois Deus diz que caso tivesse pedido mais, teria obtido mais, tal a extensão da generosidade do Senhor para com ele. Apesar de tudo isso, Davi fez o que era mal perante ele, desprezando assim a palavra do Senhor e Sua autoridade.


Deixa claro o erro/pecado “Este homem é você” e “Você matou Urias, o hitita, com a espada dos amonitas e ficou com a mulher dele”. Deus foi incisivo em mostrar no que Davi errou.


Deus quer trazer arrependimento - Mas o intuito de Deus ao mostrar sua decepção e o erro de Davi, não era para destruí-lo, afastá-lo, maltratá-lo. Mas única e exclusivamente ir ao seu encontro para trazer arrependimento ao coração de Davi. É o que acontece:


Então Davi disse a Natã: "Pequei contra o Senhor! " E Natã respondeu: "O Senhor perdoou o seu pecado. Você não morrerá." 2 Samuel 12:13


Davi responde pela segunda vez ao profeta, agora com um veredicto sobre si mesmo.


Davi assume plena responsabilidade e encara o fato de que não há desculpa, e que de fato mereceria a pena de morte.


Imediatamente, veio a surpreendente resposta: ... o Senhor te perdoou o teu pecado; não morrerás. Esse foi o momento decisivo na vida de Davi e revelou a sua submissão ao Senhor Deus. Por isso, encontrou perdão.


O salmo 32, que você pode ler depois, inicia assim: Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados! Esse salmo é tradicionalmente aceito como expressão dos pensamentos de Davi nesta ocasião, transborda a alegria de conhecer o perdão em lugar da culpa, a restauração da comunhão após a dor da convicção do pecado. Em vez de morte, ele tem nova vida, por participar tão livremente da graça de Deus.


Interessante que podemos dizer... Mas esse Davi, hein! Por que fazer isso, ele tinha tudo! Por que desobedecer e decepcionar tanto a Deus?! De novo corremos o risco de sermos duros com os outros e misericordiosos conosco mesmos! Afinal desde Gênesis 3, quando o ser humano rompeu seu relacionamento com Deus, decepcionamos a Deus, porque também tínhamos tudo, vivíamos no paraíso, e erramos, pecamos, desejamos ser igual a Deus e ter total controle sobre nossa vida. E desde lá como humanidade e como indivíduos temos decepcionado a Deus com nossos pecados, nossos erros, nossa indiferença ou frieza diante dele. E consequentemente decepcionamos uns aos outros. E mesmo, Deus envia Seu único filho para que todo aquele que nele crê não morra por seu pecado, mas tenha a vida eterna (João 3.16) e nos concedeu isso a partir do perdão de Jesus Cristo que envolveu sua morte na cruz e ressurreição.


Quando entendo que eu também sou tão falho, pecador e decepciono a Deus e assim tão necessitado do Seu perdão e Deus age com misericórdia através de Jesus, só então consigo trabalhar de forma correta a decepção.


Diante da decepção temos dois caminhos.


Guardar mágoa, ressentimento, cortar comunicação, silenciar, anular a pessoa da nossa vida. Essa atitude é infantil, centrada em nós mesmos e reflete nossa falta de entendimento do amor que Deus tem por nós.


Ou uma segunda atitude baseada da forma como Deus nos trata e tratou Davi:

Verbalizar, comunicar nossa decepção, de forma clara e didática, sem agressões.


Aprendendo a comunicar nossos sentimentos e decepções. Com intuito de restaurar a pessoa e o relacionamento a partir do perdão. Isso revela maturidade e de que aprendemos que o amor é maior que a decepção, porque Deus nos exemplificou isso na cruz!

Pa. Marta Martins


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
IECLB Campinas - 18-10-20-12.jpg
FIQUE CONECTADO
@ieclbcampinas
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco
SOBRE NÓS

Somos uma comunidade da IECLB, baseada na Bíblia, localizada em Campinas, São José, com uma população diversificada e multicultural. Temos uma paixão por você experimentar o amor de Jesus Cristo e descobrir o plano de Deus para sua vida.

LOCALIZAÇÃO

(48) 3372-1111
 

Av. Brg. da Silva Paes, 744

Campinas, São José - Santa Catarina

88101-250

luteranadecampinas@gmail.com

CONECTE-SE

© 2021 | iCA Comunicação - IECLB Campinas